terça-feira, 4 de março de 2014

Férias

Estão no meu pensamento todo o dia, todos os dias.

Tive uma semana de férias em Junho, esteve frio a maior parte da semana e trabalhei por telefone o tempo todo. Foram umas férias muito fracas e souberam a quase nada.

Desde aí estamos a suspirar por férias, mas falta o mais importante: tempo e dinheiro!

Gostávamos de ir para um destino tropical com tudo incluído, como fizemos outras vezes, mas não temos dinheiro para isso. 

Resta-nos sonhar com uma semana de férias no Algarve, em frente ao mar, sem ter que andar de carro. Comidinha (quase) sempre feita em casa para não gastarmos muito. O dinheiro chega para isso (já não é mau), mas o tempo é difícil de arranjar. 
Somos o motor da empresa (eu e o marido) e não temos ninguém de confiança para nos substituir. A minha irmã e o marido são nossos sócios e foram eles que vieram para cá no ano passado, mas teriam que tirar férias do trabalho deles para nós termos férias e não dominam o negócio, porque nunca estão cá.

Pensei num meio-termo. Eles vinham 3 dias (2ª, 3ª e 4ª), que são os dias mais complicados, trabalhavam no duro, deixavam tudo orientado e voltavam para a vidinha deles. Os nossos funcionários asseguravam o resto da semana. Ainda não fiz a proposta aos sócios e, confesso, estou com medo da reacção deles. 

Nós não somos escravos, mas parecemos condenados a trabalhar sem descanso...

2 comentários:

Magda E. disse...

Ui... sei de certa forma o que isso é. O meu nunca tem férias, tb tem negócio próprio e trabalha o dia inteiro, nestes dias frios nem folga tem tirado, o que nos vale é vivermos mesmo no Algarve e cada dia de solinho bom dá para aproveitar e ir passear uma horinha ou duas pela praia. Boa sorte!

Ana disse...

Que sorte!
Nós aproveitamos os fins de semana para sair, mas precisamos mesmo de férias, de desligar do trabalho, mas não é fácil.
Bjinhos*