sábado, 29 de dezembro de 2012

Continuamos deste lado...

Com um bebé grande, lindo e super simpático. Muito trabalho, muita dor de cabeça e muito pouco tempo para respirar...



O ano está a acabar e não posso deixar de olhar para trás e ver como foi um ano cheio. Fui MÃE! Mudei de rumo na minha empresa, mudei de casa, mudei de sítio, alcancei alguns objectivos, falhei outros, ganhei muitos quilos e perdi a maioria (faltam 2...), senti-me a pessoa mais triste do mundo e a mais afortunada, chorei muito e morri de amor pelo meu filho. 
Bem, parece que vivi muitos anos neste ano e só agora me apercebo... 

Que 2013 seja o ano de mais sorrisos que lágrimas, de muita saúde e de famílias unidas.

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

O Afonso no meio das riscas


Só depois de tirar a foto percebi a confusão de riscas que ali ia.

Atenção: a combinação foi feita ao acaso, depois de despir as calças de ganga que trazia vestidas e de eu estar "à vontade". Nós não costumamos andar assim vestidos :P.

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

O meu menino já tem meio ano! O melhor meio ano da minha vida...

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Hoje vem este menino cá para casa

Que é para ver se o Afonso (e os pais) passam as noites menos secas e mais tranquilas... Já não se aguenta a tosse da manhã sem lhe poder fazer nada, coitadinho. Vamos ver se resulta.

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

O Afonso está doente e eu também. Diz o Pediatra que é um rotavirus. 

A vacina protege contra 1.000 e existem 10.000 estirpes... 

Febre, alguma diarreia e muito ranho à mistura, dias bem passados, portanto...

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Amamentação

O tempo tem sido muito pouco para contar as minhas aventuras enquanto mãe. Hoje estou com demasiado tempo e preciso de o ocupar, por isso vou fazer umas actualizações.

Quando o Afonso nasceu estava mais que preparada para amamentar, sem desculpas, sem receios e com toda a vontade do mundo. Estava preparada para as dificuldades que se avizinhavam, para as dúvidas e para as dores. E chegaram, dores, mamas a explodir, grãos, medos, incertezas e muita teimosia. Eu ia amamentar. E consegui! 
Procurei os melhores conselhos, mantive a calma e a parte má passou. 
Hoje sou uma orgulhosa "vaca leiteira", que amamenta em qualquer sítio, que ama ter o seu bebé coladinho a si. 
Sei que tenho muito mais ligação com o meu filho por ele mamar (desculpem as mães que não amamentaram), por estarmos várias vezes ao dia pele com pele, porque ele sente que sou muito mais para ele, sou o conforto, a protecção, o mimo e o alimento. 

Agora ele começou a comer. Custou-me e custa-me não lhe dar mama a toda a hora (às vezes saltamos a papa...:P), mas teve que ser, pois tem que comer na creche. Mas mama, e bebe do meu leite. 
Neste momento, enquanto escrevo, estou a tirar leite para ele levar para a creche amanhã. E sinto orgulho de cada fio de leite que sai. 


O meu coração ficou na creche...

Estou despida, sozinha, perdida. O meu menino ficou num colo que não o meu, de carinha assustada, ainda me deitou a mão, mas eu tive que vir embora. Vim sem ele. E nem sei o que de mim veio de lá. Acho que só a carcaça, que todo o meu ser está lá, juntinho com ele. 
Não me sinto má mãe e sei que é mesmo assim, mas sinto-me incompleta, mais que perneta, sinto-se sem o coração no peito. O meu coração hoje ficou na creche.

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Parabéns a mim!

Que faço 27 aninhos...

Obrigada! 

Faço a festa sozinha...

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Eu, Mulher... e Mãe!

Passados quase 4 meses do nascimento do maior amor do mundo, sinto-me mulher de novo. 

Começo a sentir saudades do marido, do romance, começo a pensar em mim como mulher e não só como mãe. O corpo vai voltando ao normal (aos poucos), a roupa vai voltando a servir e eu vou retomando a minha personalidade. Comecei a fazer desporto e estou de pedra e cal no exercício. 

A amamentação é, para mim, a melhor actividade do mundo e que me deixa cheia de orgulho! Dentro de dias o meu menino começa com as sopas e a fruta e eu já estou com ciúmes, mas é tão bom vê-lo crescer.

Já mudou para a cama de grades, que já estava apertado no berço, mas não sai do nosso quarto tão depressa. Se eu sinto saudades dele só das horas que ele está a dormir e está mesmo ao meu lado ou na minha cama (é tão bom...), quanto mais se ele estivesse no outro quarto... Algum dia terei que o mudar, mas agora não é!

P.S. - Este fim de semana vamos descansar! IUPI!!! Vamos gozar 48 horas sem trabalho, só os 3. Somos uma família tão linda... :D

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Estou feliz!

Tenho o meu filho ao meu colo e só penso na sorte que tenho. 
Tenho o meu tesouro, o meu Afonso, que é muito mais precioso do que alguma vez podia imaginar, tenho um marido que adoro e o trabalho está a avançar na direcção certa. O que não está bem, está em segundo plano e faz-se o que se pode para melhorar. 

O tempo escasseia para tudo, incluindo para escrever no blog, mas acompanho alguns cantinhos enquanto o Afonso mama (os meus 10 minutos de pausa, de 2 em 2 horas... Sim, que ele mama à velocidade da luz.)

Aos 4 meses dele mostro-vos mais uma foto. Está prometido!



Uma amiga teve a filha com 27 semanas de gestação, com apenas 500g... Torço por ela...

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

O meu filho já dá gargalhadas...

terça-feira, 21 de agosto de 2012

3 meses

De puro Amor. Que cresce a cada dia e que se torna tão grande que parece que não cabe no peito...

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

O trabalho com o marido (e filho)

Como disse num post anterior, voltei ao trabalho. Ou melhor, voltámos, que o Afonso também por cá anda. E o marido também. 
Trabalhar em família pode ser óptimo, mas também pode ser um pesadelo. Ora somos os melhores colegas que trabalham juntos na perfeição, ora somos colegas que se odeiam e que só sabem mandar o outro abaixo. 
Temos funções diferentes e eu tenho o meu bebé comigo, que precisa de atenção, maminha, colinho e sossego. Essas diferenças são ainda mais causadoras de discussões. Por outro lado, estamos sempre juntos e com o nosso filho, a vê-lo crescer todos os segundos do dia, um privilégio de poucos.

Daqui a pouco mais de um mês o Afonso vai para a creche e eu vou começar a dar 100% de mim no trabalho, sei que vai ser tudo diferente, que vou ser muito mais produtiva e que vou tirar algum trabalho ao meu marido (que dá o litro), mas vai ser tão difícil não ter aqui o sorriso mais lindo do mundo...

Ontem foi um dia bom (que para patrões não há feriados), vamos ver como será hoje...

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Ligação Mãe-Filho

Desde que o Afonso nasceu tornei-me Mãe, sou a protectora, o alimento, o colo, tudo... Dou-lhe tantos beijinhos que não seria capaz de contá-los, mesmo que isso importasse. 
Agora, a caminho dos 3 meses, o meu menino é a minha companhia. Rimos os dois, fazemos caretas, damos miminhos, amamo-nos com um amor maior. Vem do fundo da alma e vê-se no fundo dos nossos olhos. Ele vê-me por dentro e conhece-me como ninguém. Para mim ele é tudo! É o meu Filho, aquele que eu desejei e que jamais poderia imaginar como seria bom. 

Sou uma mulher feliz desde que senti o calor daquele corpinho em cima de mim pela primeira vez...

quinta-feira, 26 de julho de 2012

De volta ao trabalho

Desta vez mais acompanhada, que o Afonso vem comigo, e noutras instalações. Mudou quase tudo e é tempo de muito trabalho, pelo que não posso ficar em casa. Era bom passar a licença só com o meu bebé, mas não dá. Ele passa os dias com a mãe, mama e anda ao colinho e no sling muito tempo e eu consigo ir trabalhando. É o mal menor ou o melhor dos dois mundos, conforme os dias...

quarta-feira, 27 de junho de 2012

1ª Consulta

O Afonso já pesa 3.725kg e mede 53cm!!!

Está óptimo, sem problemas aparentes, a crescer bem e lindo (isso digo eu...).

Agora a dúvida: 

Vacina do Rotavirus, dispensável? 

O Pediatra considera menos importante que as outras, que, em caso de dificuldades financeiras é dispensável, mas que evita a estirpe mais comum nas creches e que provoca diarreias. Deu a entender que evitava chatices, mas que não era realmente importante. Não sei o que faça...

terça-feira, 26 de junho de 2012

Hoje é dia de...

Pediatra! Vamos à primeira consulta com o Pediatra do Afonso. Até agora foi examinado ainda na maternidade e foi ao centro de saúde levar vacinas e ser pesado. Não faço ideia de como é uma consulta de um bebé de um mês, mas estou ansiosa...

Para a semana é a minha vez de ir à "revisão". Ui! Isso é que mete medo...

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Sugestões precisam-se

Onde é que se vai num fim-de-semana de Verão com um bebé de 1 mês? 

Apetecia-me tanto dar um mergulho ou assim...

quinta-feira, 21 de junho de 2012

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Voltaram ou não chegaram a ir?

As malvadas cólicas! Esta noite o meu menino dormiu mas contorceu-se de 5 em 5 minutos. Ia reclamando baixinho, acalmava com a mama, mas só uns segundinhos.
Agora, mesmo durante o dia, puxa o mamilo enquanto mama e se estica com as dores. Ontem parecia que o arrancava... Acabou-se o momento zen enquanto ele mama, agora tenho que estar bem atenta para não ficar  sem um bocado...

Já cortei o leite, os chocolates (ontem comi um cornetto...), não bebo café, o que será que o deixa tão agitado e cheio de cólicas?
Bem sei que tenho um bebé tranquilo, que dorme horas seguidas, que só chora quando está mesmo chateado ou com fome, mas queria tanto deixá-lo mais confortável...

É duro ver o nosso amorzinho a sofrer e não podermos fazer quase nada. Dou-lhe muito colinho, maminha à descrição, que é como quem diz "o Afonso manda", muitos beijinhos e massagens relaxantes. 

Amanhã faz um mês. JÁ? ou será AINDA? Tenho uma surpresa para vocês...

segunda-feira, 18 de junho de 2012

4 semanas depois

9 Kg perdidos, outros 9 por perder...

Algumas calças já me servem (as de cintura alta e mais largas na anca), mas tenho uns 20 pares de calças de ganga a olhar para mim todos os dias e que não passam... 

Tive que comprar umas camisas de manga curta para dar maminha fora de casa, que levantar a camisola com o pneusinho que por aqui permanece está fora de questão.

O meu menino está mais desperto, um fofo, lindo, bem comportado e com muito menos cólicas desde que começou a tomar Infacalm e eu substituí o leite por iogurte na minha alimentação. Estou completamente apaixonada por ele. Ser mãe do Afonso é a melhor coisa do mundo!

E interrompi umas 5 vezes de escrever este post...

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Já dorme!

Tomou um bom banho levou uma bela massagem e ficou KO. 
Já dorme tranquilamente no berço. 
Agora é acordar quando tiver fome que a maminha estará à espera dele...

Ninguém diz que passou o dia a contorcer-se e aos berros... FELIZMENTE!

Mamãs, preciso de ajuda!

O meu Afonso tem cólicas há uma semana. As massagens não fazem quase nada a não ser relaxá-lo depois do banho, o Aero-om é o que vocês sabem e ele berra o dia todo (felizmente dorme bem à noite). Vou começar a dar-lhe Infacalm, que deveria ser administrado só a partir dos 28 dias, quando deixa de ser recém-nascido, mas que a minha amiga enfermeira-parteira diz que não há problema de dar já. 

O que posso fazer mais para que ele acalme? Coisas naturais, que não quero enchê-lo de medicamentos.

domingo, 10 de junho de 2012

Olá, olá!!!

Por aqui o tempo é... nenhum! 
Como é que conseguem ter tempo para cuidar dos babys e escrever nos blogs com regularidade? 
Eu tenho a impressão que o dia tem umas 8 horas... É certo que me deito à 23h e me levanto às 10h. Sim, tenho um filho que dorme muito bem, mama e dorme. Só saímos da cama quando ele acorda para a mamada da manhã, para lavar e arrebitar.

Está um crescido, o meu Afonso! Com 15 dias já tinha 2940g! Aumentou 345g desde o nascimento. Agora já está mais gordinho, até parece outro... 

Fartamo-nos de namorar, damos-lhe muitos beijinhos, muitos mimos e não nos cansamos de olhar para aquela carinha tão linda. 

Nos últimos dias tem sofrido muito com as cólicas, mas vamos resolvendo com massagens, gotinhas e, em último caso, uma ligeira estimulação. 

Eu ainda tenho 10kg para perder (engordei 18kg... Ups!), sinto-me uma lontra, com pouca barriga mas uma pernas de meter medo ao susto. Nada de dietas, mas já comecei a fazer um pouquinho de exercício e vou passear com ele sempre que posso. 

(Começo a perceber porque é que não tenho tempo nenhum. O Afonso tem-no todo para ele. E é tão bom!)

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Já tem uma semana! - o Parto

E, entre fraldas, banhos, mamadas, mimos (muitos!), pontos que torturam, mamas que doem, útero a retomar o tamanho, tem sobrado pouco tempo para vir contar as novidades.

Sim, tenho o filho mais lindo e fofo do mundo! (desculpem lá mamãs, mas é mesmo ;))

Há uma semana atrás estava a começar a fazer indução, por volta das 11 horas. O médico fez-me um toque malandro e puseram-me a soro com indução. As contracções demoraram 2 horinhas a apertar e já ia com 3 cm de dilatação... Não tinha dilatação nenhuma antes. Fui observada outra vez pelo meu GO e soube que tinha colo favorável e muito bom para 1ª gravidez (IEI!, pensei eu). 
Das 14.30h às 15h andei pelo corredor, tendo uma contracção dolorosa em cada percurso, de 3 em 3 minutos, mais ou menos. Quando me deitei já tinha 3 para 4 cm de dilatação e fui logo para a sala de partos fazer epidural. Portei-me como uma boa menina, muito sossegada e à 15.30h tinha epidural administrada. O marido entrou e ficou sempre do meu lado a confirmar as contracções no CTG. Iam aos 110... As águas rebentaram logo a seguir (sensação estranha!). Esses minutos foram tranquilos, a dois e com muita energia positiva e amor.
Assim que deixei de sentir contracções uterinas passei a sentir umas dores no rabo. Quando disse isso à minha amiga enfermeira ela disse para pedir logo que vissem a dilatação porque essas eram AS dores. 
Quando me fizeram o toque já tinha 9 cm!!! Em menos de duas horas.
Entraram as enfermeiras e o meu Obstetra com outro colega, abriram as janelas e era tempo de fazer "cocó na cama". Palavras de médico. Fiz muita força e nasceu o meu Afonso!

É claro que não estou aqui a contar as dores mais que terríveis que tive na expulsão. É HORRÍVEL!!!

A expulsão foi muito rápida (felizmente), uns 5 minutos, calculo eu. 

No momento em que senti aquele corpinho quentinho, sujo e roxo em cima de mim chorei. De alegria, de emoção inexplicável, de surpresa, de alívio... Eram 17.33h e eu já era mãe. Finalmente MÃE!

quarta-feira, 23 de maio de 2012

JÁ NASCEU!

Dia 21 de Maio ficou marcado para sempre no calendário da minha vida! As 17.33h tornaram-se no momento mais indescritível e mágico que alguma vez passei. Nasceu o Afonso, com 2595g, 48cm (uma elegância...), perfeitinho e lindo! 

Já estamos em casa, a adaptarmo-nos a tudo (incluindo as dores dos pontos...) e muitos apaixonados pelo nosso menino.
Assim que puder conto como correu o parto e tudo o resto. 

O nome deste cantinho devia passar a ser "preciso de um blog onde consiga descrever a emoção que vai cá dentro e me escorre pela face..." 

:D

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Kit Lusocord

Chegou hoje, mesmo a tempo de fazer a recolha do sangue do cordão umbilical do meu Afonso.

Foram rapidíssimos a enviar (eu é que me atrasei a mandar os formulários), muito simpáticos e tenho uma geleira toda gira (NOT) para levar para a maternidade... Como não tenho já duas malas para levar... Mas a causa é boa e vale a bagagem. 

Sou dadora de medula óssea e agora serei (o Afonso) dadora de células estaminais. 

Podem nunca servir para nada estas dádivas, mas podem fazer a diferença. E a mim custou-me ZERO! Vá, uns minutinhos da minha vida... Que teria perdido noutra coisa qualquer, concerteza, e que assim tiveram e terão valor. 

E sabe bem! 

A Aliança já saltou

Ontem estava cravada no dedo e teve que saltar. Depois de um bocadinho de água fria e uns puxões, consegui "arrancá-la"... Sinto-me despida sem ela. É a aliança que eu adoro, que significa muita coisa e que é linda. Resisti o máximo que consegui, mas teve que ser. 

Pode ser que para a semana já entre. Ou dia 29, dia em que fazemos 2 anos de casados. E aí fazemos uma comemoração especial, a três, com direito a entrega de aliança e tudo. Boa ideia!

Ainda não nasceu

Mas a mamã está a "trabalhar" para isso... E o papá também...

quarta-feira, 16 de maio de 2012

38 Semanas!!!

Podes vir, Afonso! Estamos à tua espera. 

Ontem tive contracções a sério, apenas 2, com intervalo curto, mas depois foram-se. Ainda fiquei com esperança que entrasse em trabalho de parto, mas não foi desta!
Hoje tenho visita à Maternidade, podia ficar logo lá...
Vou começar a fazer caminhadas ao final da tarde, limpeza em casa (que está a precisar e eu estou com vontade de a fazer) e relaxar no descanso. O meu amorzinho está muito mexido, sinal de boa vitalidade. 
Daqui a uma semana já serei mãe e poderei estar a vir para casa. 

Faltam 5 dias! (no máximo)

segunda-feira, 14 de maio de 2012

CTG

Mais uns bons 20 minutos passados no Hospital a fazer registo. 
Tudo óptimo, só o malandro do Afonso não parou um segundo. Resultado: a enfermeira não apanhava o batimento cardíaco e o registo ficou cheio de espaços sem batimento. Como a enfermeira estava a controlar, escreveu que era por movimentação do bebé... 

Hoje já tive mais uns bocadinhos de rolhão a sair, mas nada de contracções com dor que indiquem trabalho de parto. 

E falta uma semana! 7 DIAS!!!

domingo, 13 de maio de 2012

37 semanas e 4 dias - Imprório para pessoas sensíveis

E saiu um bocadinho do tão afamado rolhão mucoso. 
Estava no banho e saiu! Ainda o agarrei (nasty!) para confirmar. Não tinha coloração, mas era mais grosso que o normal corrimento. Era mesmo um bocado de corrimento, mas mais espesso. 
O que é que isto significa? Nada! Porque tanto pode estar por horas, como por 2/3 semanas, o início do trabalho de parto. Como estou a uma semana da indução, continuo a saber que pode acontecer a qualquer momento até dia 21...
Mas pronto, fiquei entusiasmada!

sábado, 12 de maio de 2012

Novo Susto

Ontem à tarde tive que ir trabalhar um bocadinho no escritório. Nada de especial, mas faltava organizar umas coisas e agora já está. 

O Afonso tinha passado o dia todo aos "saltos", como é habito. Até a minha cunhada tinha estado cá em casa à hora de almoço e ficou impressionada. Quando chegámos a casa, já eram umas 20 horas, que ainda fomos comprar umas coisinhas, já não estava a notar muito o meu mexilhão. Não me preocupei muito porque tinha-o sentido bem ao longo do dia. 
À noite já comecei a estranhar. Depois de jantar, deitada no sofá e ele nada (ou quase nada). Só reagia quando eu o "sacudia" e depois parava logo. Deitei-me e continuou assim sossegado. 
Hoje de manhã, apesar de já o ter sentido mexer um pouco, continuava molinho. Não esperei mais e liguei à minha amiga (a enfermeira), que até estava de serviço e ela disse-me para ir ao Hospital. Não fazia mal nenhum fazer CTG e eu ficaria mais descansada. Assim fiz. Durante o registo mal mexeu, mas o ritmo cardíaco estava óptimo. No final, começou aos "saltos" e eu só me ria para a barriga...

Diagnóstico: pouco espaço e menos movimentos do bebé por esse motivo, normal nesta fase final da gravidez. Ainda por cima está um calor do catano e isso pode deixá-lo mais "molinho". Voltar ao Hospital se não o sentir. 
A mãe estava uma pilha de nervos, com a pulsação ao mesmo ritmo que a do filho... A sério! Tiveram que medir a minha ao mesmo tempo para confirmar, pois estavam a apanhar-me a mim...

O Obstetra de serviço ainda fez eco, viu batimentos do coração e do cordão, está tudo óptimo. Uffff...
Disse-me que ele estava pronto e que já não fazia mal ter dores, que era bom caminhar de manhã, pela fresquinha, para entrar em trabalho de parto naturalmente. 

Agora estou com dúvidas! Por um lado, preferia 1000 vezes entrar em trabalho de parto naturalmente, só com umas caminhadas. Por outro lado, sei que ele está pequeno e que precisa que eu descanse. Será que consigo um meio termo? Talvez comece a caminhar no final da semana que vem...

Bom Fim de Semana!

Está um calor infernal (ou sou eu que ando muito quente), já passo a noite destapada, a dar voltas com o barrigão e com a dificuldade de adormecer. 
Não sei o que vou fazer por estes dias, mas estou certa de que vou namorar muito... Afinal, falta pouco mais de uma semana para passarmos a ser 3 cá por casa! Vou aproveitar o meu maridão, que hoje até me prometeu uma bela massagem (e eu bem preciso...).

Aproveitem o sol e boa praia!

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Já temos creche!

Ao contrário das expectativas, o Afonso já foi aceite numa creche. 
Fica mesmo perto de casa. A janela da minha cozinha dá para o recreio da mesma... Ainda não fui à entrevista, mas já está marcada para dia 15. 

Agora o que me assusta é quanto vou pagar. É uma IPSS, mas estou com medo, confesso, que seja um valor demasiado alto. 
As finanças cá em casa andam na rua da amargura e dispomos de muito pouco dinheiro para uma mensalidade. Ainda por cima, uma amiga minha tem lá o filho e pagou metade da mensalidade desde o nascimento até ele completar 4 meses e depois passou a pagar completa, embora ele só tenha começado aos 5 meses... 

IRS - Adoro!

Adoro fazer a declaração e ser surpreendida pelo reembolso que me espera. 
Parece que estivemos a amealhar durante um ano e depois recebemo-lo todo junto. É bom!

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Barriga de 37 semanas




Está maior a cada dia, ainda está empinada, embora já tenha estado mais. 
A linea alba está mal desenhada, muito tortinha... 
Continua sem vestígios de estrias (thanks God!), mas a pele está esticada ao máximo. 

Tenho 101cm de perímetro abdominal (só para perceberem o quão gigante está).

Descoberta


Tinha, há já alguns meses, estes cereais em casa. Como não sou muito apreciadora de frutos vermelhos, fui deixando estar. Não fui eu que os comprei, foi a avó do meu marido que trouxe na altura que em ele foi operado e eu estava no início da gravidez, para me dar uma ajuda. É uma querida! 
Pois hoje, com o calor que está (já disse que parece Agosto?) só me apetecem coisas frescas. Lembrei-me que os tinha visto na dispensa no outro dia e resolvi experimentar (eu, que sou uma viciada em Chocapic...). 

Gostei. Muito, até! Com leitinho fresco, têm a sua graça...

Vamos ver se não os enjoo antes de acabar a caixa... (só não enjoo os Chocapic, que hei-de eu fazer?)

37 Semanas!

Já tenho um bebé de termo!
 
Faltam 12 dias para a indução do parto, marcada para as 38 semanas e 5 dias, uma vez que o meu piolhito está a crescer pouco e a minha placenta já está a dar as últimas. 

Ainda não caí na real e não percebi que estamos a dias de ter o nosso grande amor ao colinho. Falamos disso todo o tempo, mas, a verdade, é que parece que ainda falta muito tempo. Acho que é por ser a primeira vez. Não sabemos muito bem como vai ser e parece que vou estar grávida para sempre... 
O que é certo é que daqui a pouco seremos 3, seremos mais felizes que nunca e teremos o coração a rebentar de amor.

Agora é esperar que ele não se apresse e que não venha "a correr" só porque o Verão chegou.

Chegou o Verão!

E eu já me estou a passar com a roupa. 
As calças de ganga de grávida que eu tenho são justas, o que se torna um pesadelo com este calor. 
Há bocado fui fazer as últimas análises e ia-me dando uma coisa com o calor. A minha temperatura corporal está mais elevada que antes e o calor faz-me passar. Em poucos minutos fiquei a escorrer de suor e toda inchada. Até a cara estava inchada. 
Já percorri os armário para resgatar as roupas mais frescas que cabem neste corpinho de bola. Experimentei dezenas de coisas e consegui alguns conjuntos "engraçados". Se o tempo continuar de Verão não volto a vestir calças de ganga!

Só faltam 12 dias! Acho que aguento esses 12 dias e mais os que vierem até recuperar a minha antiga silhueta (uns 365 dias, com certeza...).

terça-feira, 8 de maio de 2012

E pronto!

Fui ao escritório 2/3 horinhas e organizei um par de coisas. Mais um dia assim e deixo tudo em ordem. Fico mais descansada e capaz de descansar. 

Eu sei que o desenvolvimento do meu menino depende muito daquilo que faço e não o quero pôr em risco, de forma alguma. Por isso, melhor fazer um esforçozinho e não estar tão stressada como estava há bocado. 
Do mal, o menos!
Isto não dá para mim! 

Como é que eu consigo estar em casa quando há tanta coisa para fazer e tanto problema para resolver? Vou ter que, pelo menos, roubar um tempinho ao descanso para organizar o trabalho e trazer o que necessito para casa. 
É que estar de repouso e estar a descabelar-me com os nervos não dá resultado! Rrrrrrrrr...

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Repouso demasiado moderado

E como é que se fica de repouso? Esqueço-me que tenho que descansar, que estar deitada é o ideal e que não posso andar a fazer a lida da casa. Parar não é fácil.
E se me habituo? Depois quem é que muda as fraldinhas ao Afonso?

A sopinha está feita (às meias com o marido) e o sofá está por minha conta para os próximos 15 dias. 

Hoje tomo um paracetamol para ver se durmo, que estar deitada o dia todo e passar a noite às voltas na cama não me parece uma boa solução.

Parece que este blog vai estar mais "vivo" que nunca por estes dias...

Agradece-se a companhia!

NOVIDADES

Hoje tive consulta com o Obstetra e o Afonso está pequenino. Passou do percentil 48 para o 19 num mês... Tem agora, aproximadamente, 2500g. Fui logo fazer CTG ao hospital para confirmar que ele está com boa vitalidade, apesar de eu o sentir muitíssimo. Está tudo bem e tenho parto marcado! Dia 21, com 38 semanas e 5 dias, se entretanto não entrar em trabalho de parto, vou para o Hospital e faço indução. 
A minha placenta está com muitas calcificações e pode ser a causa do decréscimo de percentil dele. Se houver quaisquer sinais de alarme, sai logo cá para fora. 
Fiz toque, mas mantenho o colo fechadinho, apesar das dores que tenho sentido e que me deixam sem forças. 
Estou de repouso, nada de truques para acelerar o parto, que espera-se que ele aguente estas duas semanas e que cresça mais um bocadinho.

Por isso, no máximo, daqui a 2 semanas, 15 DIAS, serei mãe!!! 

Já chorei, já ri e já estive nervosa. A única coisa que posso fazer é portar-me bem, descansar muito e comer coisinhas boas. Entretanto posso planear a minha "retirada" com mais certeza.

sábado, 5 de maio de 2012

Selinho #3


Vera lançou-me este desafio, desculpa a demora da resposta, mas não estava esquecido. Obrigada querida! Ora aqui vai:

1) Escrever 11 factos aleatórios sobre nós próprios:


  • Tenho 1.60m.
  • Só uso chinelos de praia da marca Havaianas.
  • Toquei clarinete.
  • Parti um dente com 16 anos.
  • Fiz teatro 3 anos.
  • Joguei ténis no desporto escolar e era terrível...
  • Andei um ano a brincar na Faculdade e depois mudei de curso.
  • Adoro fruta.
  • Desde que estou grávida fico enjoada com peixe no forno.
  • O meu sumo favorito é de laranja e cenoura.
  • Não suporto canela.
. 2) Responder às perguntas que foram propostas e criar 11 novas perguntas para as próximas pessoas:

  • Desporto preferido? Jogging
  • Memoria de infância? Tantas! As minhas irmãs.
  • 1º beijo foi...? Nojento! Tinha 11 anos.
  • Quem mandavas para a lua? Pessoas mal-educadas.
  • Manhã, tarde ou noite? Manhã.
  • Sonho por concretizar? Está prestes a ser concretizado, ser mãe!
  • Fobia? Aranhas.
  • Tens irmãos, quantos? Duas mais velhas.
  • O salario do Ronaldo caía na tua conta e ele nem dava conta, que fazias com tanto dinheiro? Um salário devia dar para pagar o carro e descansar com algum no banco.
  • O que mudavas na tua casa? Para já está boa, mas faria uma de novo, com tudo a meu gosto.
  • Filme que não recomendas? Qualquer um de terror. São uma chacha!

Não vou passar o desafio a ninguém em concreto, nem fazer novas perguntas. Quem estiver com vontade de responder a este desafio pode pegar nas que me foram feitas, que estão muito boas.

Selinho #2


Este selinho foi-me oferecido pela Su. Muito obrigada pelo coração e pelo desafio!

Devo:
1- Colocar o selo no blog. 

2- Mostrar o agradecimento a quem atribuiu o selo fazendo um link para o seu blog.
3- Escolher 5 blogs com menos de 200 seguidores para atribuir este selo. Listar os bloggers a quem se atribui o prémio com os seus links e deixar comentário nos seus blogs para que tenham conhecimento do selo.

4- Partilhar 5 factos aleatórios acerca de mim que os outros ainda não saibam.


Factos sobre mim:

1. Tenho olhos castanhos.
2. Sou viciada em chocolates, quando começo a comer uma tablete, só paro quando a acabo...
3. Comecei a namorar no dia 18 de Julho de 2003.
4. Sou alérgica à penicilina.
5. Tive um cão chamado Júnior que morreu atropelado :(.

Quem quiser que receba o meu coração, se passa por aqui é porque o merece!

Selinho #1

Recebi mais um desafio, desta vez por parte da Katy. Começo por responder a este e sigo com os restantes que me foram feitos e não estão esquecidos.


Obrigada!! :)

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
O desafio consiste nestas regrinhas:
1. Dizer 7 factos sobre ti (dos quais 3 são mentira);
2. Desafiar os seguidores a descobrir quais os 3 que são falsos;
3. Fazer um post a denunciar as tuas mentirinhas uns dias depois;
4. Passar o desafio, bem como o selo, a 5 seguidores que consideres merecedores, e a quem queiras agradecer o carinho que têm tido contigo.

Ora, aqui vão as respostas:

1. Vou ser mamã.
2. Tenho o melhor marido do mundo.
3. Tenho 3 irmãs.
4. Sou Touro de signo.
5. Sou chorona.
6. Comprei casa recentemente.
7. Adoro dançar.

Não vou passar a ninguém porque é difícil escolher 5 seguidores, mas estão à vontade para receber este selinho da minha parte.
 

sexta-feira, 4 de maio de 2012

O casamento após um filho

Ainda não sei como será, mas estou certa de que será um novo casamento. Teremos que nos amar mais que hoje, ser pacientes um com o outro, perceber que há espaço para os três, que o nosso filho é o fruto do nosso amor e não a causa do nosso afastamento. 
Muitos casais afastam-se demais durante os primeiros tempos de um bebé, aos pontos de se tornarem estranhos dentro da mesma casa. Seremos pais, mas não podemos deixar de ser casal.

Nestes últimos dias temos sentido que a nossa vida está prestes a mudar, que vamos levar um abanão maior do que podemos imaginar. E temos aproveitado para namorar, para olhar nos olhos um do outro e prometer que estaremos um para o outro, apesar do cansaço, apesar das preocupações de pais de primeira viagem, apesar dos medos, apesar de todas as mudanças. 

Porque temos que nos unir em vez de nos separarmos. Porque nos amamos e amaremos mais do que antes do nosso filho. Afinal ele é a maior prova do nosso amor, que é tão grande que transformou o 2 num 3...

Será o nosso desafio, a nossa prova de fogo. Mesmo que hajam dias pelo meio em que nem nos lembremos que o outro existe... Mas estou certa que vamos chegar ao dia em que pensaremos que nos amamos ainda mais que hoje.

Máquina da verdade vs Coração

Na TVI, no programa da Fátima Lopes, têm a máquina da verdade. 
Hoje foi a vez de um senhor de idade, casado há 52 anos (uma vida), que se lembrou de dizer à mulher que tinha uma amante... Ela acreditou! Passaram 4 anos e o casamento chegou ao fim. A máquina confirmou a brincadeira parva do homem, mas a mulher não quis saber. Quer o divórcio. Não ouve nada nem ninguém, é uma cabeça dura e o homem ficou com cara de perdido. Nunca a traiu, vive para ela, vai trabalhar com ela para que não o perca de vista e agora, ao fim de 52 anos, ficará sozinho. 

Ele agiu mal, concerteza, mas ela não o ama. E o amor é a base, mesmo num casamento com 52 anos. E o diálogo é fundamental. E a confiança. 
Tempo estúpido = constipação / sinusite ao rubro! 

Se o Afonso quiser nascer hoje nem tenho força para parir...

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Curso de Preparação para o Parto

Não consegui fazer nenhum curso oficial, mas fiz um curso intensivo individualizado, muito, muito esclarecedor e que me deixou quase pronta para fazer partos.

Como já aqui tinha dito várias vezes, tenho uma amiga que é enfermeira e está a terminar a especialização em saúde materna, para além de ter sido mãe há 7 meses, pelo que conhece os dois lados da "questão".
Ontem tive a minha sessão de esclarecimento, com muita informação técnica que não interessaria para a maioria das grávidas, mas que me deixa muito mais tranquila (curiosidade de "cientista"), pois sei porque é que cada passo acontece, como me devo comportar em cada situação (vamos ver se consigo respeitar) e percebo as decisões dos profissionais de saúde que me acompanharão neste momento tão sensível e especial. 
Agora já percebo quando estou com uma contracção, quando é que as contracções têm significado e quando são de desvalorizar e por aí fora. Quando devo correr para o Hospital sem olhar para trás e quando tenho tempo para tomar um duche e fazer a cama antes de ir.

Mais importante que tudo isso, tenho que manter a calma, a felicidade e seguir as instruções de quem está lá para me ajudar e que vai fazer a diferença na altura certa (espero que seja ela...). 

O marido viu imagens que nunca esperou ver, ouviu tudo com cara de aflição e deu pulinhos de contente quando foi confirmada a teoria de que o sexo antecipa o parto... 

Para a semana começamos a maratona para ajudar o Afonso a sair, que já estamos com o coração a transbordar de amor para dar a este pequenino. Andar, amar, subir e descer escadas, andar de carro com trepidação... 



Estamos mesmo na recta final.

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Sessão fotográfica e Barriga de gesso

Foi tudo feito no mesmo dia, às 33 semanas e 3 dias, que estava com medo de perder a oportunidade de guardar esta barriga para sempre! 

As fotos da sessão (feita por nós, em casa) serviram para fazer um quadro que está pendurado no quarto do Afonso. 

A Barriga de gesso está em fase de decoração e será, também, para colocar no quarto dele.

Estou na fase da despedida da minha linda barriga... Ainda pode demorar umas semanas, mas pode ser já amanhã, por isso...







quinta-feira, 26 de abril de 2012

Sonhos de grávida

Hoje sonhei que o meu menino nascia sem vida.

Entrava em trabalho de parto, fazia um eco no Hospital e estava tudo bem. Quando estava na sala de partos, em pleno parto, a médica que me assistia dizia que não havia liquido amniótico. Depois começava a dizer à enfermeira (uma amiga minha que está a acabar a especialidade em saúde materna e que tem sido o meu apoio em toda a gravidez) "mais uma volta à rotunda, e outra volta à rotunda, e mais outra...". Depois percebi que eram voltas do cordão umbilical no pescoço... Assim, nascia sem vida o meu grande amor. 

Não sei como, mas, enquanto sonhava sabia que era um sonho. Sabia que ia acordar e, embora tivesse os coração apertadinho, estava relativamente tranquila.

Acho que é só mais um sonho de grávida, que já anseia pelo grande momento em que vai conhecer este ser pequenino que está sempre a remexer aqui dentro de mim.

35 Semanas

O tempo vai passando e a ansiedade vai aumentando...

A minha barriga descaiu muito nos últimos dias, toda a gente me diz o mesmo e eu notei uma grande diferença há dois dias. 
O Afonso estica-se cada vez mais, provocando umas dores chatas e agudas na zona baixa (que é como quem diz passaroca...).
Esta noite dormi muito pouco, com dores nas costas e na barriga, sem posição possível e algumas pontadas fortes. Não sei se serão sinais de que o grande dia está próximo. 

Hoje ainda não saí de casa (embora tenha estado a trabalhar) que o marido está longe e tenho um bocado de receio de ficar aflitinha com dores... À tarde tenho que sair, tenho umas coisinhas por fora para fazer sem falta, e depois é descansar, que amanhã é outro dia e será mais cheio.