sexta-feira, 30 de setembro de 2011

É amanhã!!!

Que faço 26 aninhos na companhia do meu marido e do nosso bebé!
Não posso pedir muito mais, mas não dispenso os miminhos a que tenho direito e algumas prendinhas...
Tenho umas calças de grávida prometidas, será que tenho mais presentes para a manhã ou já para o bebé? Eu não quero começar ainda a comprar nada, mas não sei se a família se aguentou... De qualquer forma, quero prendinhas.
Não é que eu seja materialista, que não sou, mas não gosto de aniversários sem presentes. Para mim, é muito mais importante que o Natal, pois é um dia para cada um e o aniversariante deverá ter o direito a ser mimado por todos, e presentes são miminhos. Pelo menos para mim...

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

José Castelo Branco

Tem um corte de cabelo igual ao meu! Era só isso...

Oh, mamãs experientes!

Tenho visto por aí muitas pré-mamãs e mamãs a dizerem que usam ou usaram muito leggings durante a gravidez. A minha questão é "das normais?". É que a mim apertam-me muito a barriga. Também pensei nessa hipotese, mas não consigo vesti-las. Onde compro umas leggings que sejam confortávies na cintura? Obrigados...

E ainda outra...

Mais uma colega de Faculdade. Bem, este país vai renascer... Já perdi a conta às grávidas que eu conheço. E cada uma tem um sorriso mais feliz que a outra. É o milagre da maternidade a pôr sorrisos na face de quem o recebe.

E mais uma grávida

Desta feita a famosa STYLISTA! Adorei!

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Mais uma grávida

É impressão minha ou cada vez há mais bebés? Mais uma colega de faculdade grávida. Desde que acabei o curso, há 3 anos, já nasceram alguns bebés, muitos casamentos e, infelizmente, algumas mortes.
Felizmente existe o Facebook para nos manter a par da vida dos que estão longe e deixaram de pertencer à nossa vida, mas que nos marcaram, de uma forma ou de outra. Felicidades S..

O trabalho, esse malvado

Hoje vim trabalhar e já estou arrependida. Claro que tinha muita coisa pendente para fazer, mas já tive tantas chatices e estou com tantas preocupações que até tenho mais dores de barriga. Só tenho vontade de chorar e de ir a correr para casa. É fim do mês, altura em que os fornecedores insistem nos pagamentos e os clientes tentam escapar mais um bocadinho. É tão desgastante não saber com o que é que se conta a cada semana, a cada mês... Já quase chorei ao telefone com uma pessoa mal educada. Estou extremamente sensível e a precisar de carinho, não preciso, nem aguento, pressões. Ai, se eu pudesse ficar em casa mais vezes... Não vejo a hora de estar no colinho do marido a receber miminhos e festinhas na barriguinha.

Sintomas - 5 semanas

Pelas minhas contas, com o auxílio de calculadoras online, estou de 5 semanas de gravidez. Segunda-feira irei confirmar na consulta. De qualquer forma, quero partilhar convosco a evolução do meu estado de graça, desde cedo.
Descobri que estava grávida no Sábado e desde aí sinto grandes transformações. Os sintomas actuais são:

- Dores/moinhas em todo o baixo ventre e zona dos rins (as dores mais fortes já passaram);
- Aumento das viagens à casa de banho;
- Muco branquinho;
- Fome repentina, com a sensação de que não como há 5 dias;
- Sensação de enfartamento com rapidez, após 2/3 bolachitas ou coisa que o valha;
- Má disposição após as grandes refeições;
- Calor;
- Arrotos constantes (é um bocado desagradável);
- Gases (ainda mais desagradável);
- Mamas XL, com mamilos a crescer a olhos vistos;
- Barriga inchada/maior;
- Felicidade!;
- Vontade de gritar ao mundo que estou grávida;
- Lágrimas de alegria de cada vez que vejo ou ouço uma coisa bonita ou feliz.

Ai, tanta baba...

Hoje já vim picar o ponto, que é como quem diz, estou no bules. "Já" fui fazer as análises das imunidades e dos virus, segunda-feira já levo tudo ao médico. Tenho uma esperançazinha que consiga ouvir o coraçãozinho do meu amor. Sei que ainda tenho pouco tempo de gravidez (estou nas 5 semanas), mas tenho esperança. Pelo menos espero ver bem o saquinho e ficar com o coração (o meu e o do marido) mais tranquilo por ver que está tudo nos conformes. Já marquei consulta de saúde materna no centro de saúde com a enfermeira, falta marcar com o médico de família para o mesmo dia para puder ficar com a isenção, caderneta de grávida, etc e tal.
Foi bom responder ao analista que sim, estou grávida e ouvi-lo desejar-me boa sorte para tudo o que vem por aí. Ai, que estou tão feliz e babosa. Acho que vou ser daquelas grávidas que usam camisolas justas e empinam a barriga para que toda a gente olhe para ela.
Estava lá uma grávida com um barrigão e olhei para ela com outro respeito. Devia estar tão orgulhosa...

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Estica corpinho, estica

Hoje fiquei de molho outra vez. Estou a ver que isto vai ser muito recorrente...
Ontem à noite comecei a meter o Utrogestan (progesterona) por via vaginal (ai, que isto vai mesmo tornar-se num babyblog...). Deitei-me bem, apenas com moinhas, li o meu livrinho e apaguei a luz para dormir. Comecei às voltas na cama, sem posição. Começaram a aumentar as dores, a ficar aflita. Sentia os ossos da bacia a afastarem-se, parecia que alguém os estava puxando para fora. Acho que nunca tinha tido dores tão fortes. Sentia vontade de ir à casa de banho e de vomitar, suava de fio e não conseguir estar de maneira nenhuma. O marido acordou assustado. Tive que tomar um paracetamol e dormir sentada. Lá foi passando aos poucos e adormeci. Hoje não tenho tantas dores, mas quase não consigo andar com dores na anca.
A pele já começou a ser hiper hidratada, com óleo de amêndoas doces e creme gordo Barral, que não quero correr riscos.
Apesar das dores, é maravilhoso sentir que o meu corpo se está a adaptar à vinda do meu filhote. Estou feliz com as dores...

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Compras

No Sábado também foi dia de compras, poucas, mas que me faziam falta ao armário e ao ânimo. Comprei:

- Uma camisa da Primark Azul (larga)
- Uma mala da Primark Rosa (estilo pasta)
- Roupa interior (cuecas básicas e soutiens maiorzitos, que os meu já ficam muito apertados) na Primark
- Conjunto de brincos na Primark (bolinhas)
- Camisa da Blando Verde (larguita) - na imagem abaixo

Por agora fiquei assim, que prevêm-se muitas comprinhas a caminho. E eu estou desejando...


Já falei com o GO. Como lhe tinha ligado para o telemóvel, ele ligou-me de volta. Foi super simpático e atencioso, eu expliquei-lhe porque é que estava a ligar, que engravidei ao 11º ciclo de tentativas e que não sabia se era para continuar a tomar o Duphaston (para o endométrio fino) ou se tomava o Utrogestan, também progesterona, mas que é mais comum a toma nas grávidas. Vou começar já hoje o Utrogestan, um de manhã e outro à noite. Disse-lhe que tenho consulta marcada para segunda-feira e ele disse que ia ver se o meu bebecas está bem implantado.
Vou ver se consigo ir fazer o resto das análises amanhã, para já as levar à consulta.

Está a começar a tornar-se real...
Hoje fiquei de molho, que é como quem diz, deitadinha. As dores no útero, ovários e vizinhança está em forte e, embora seja normal na fase inicial da gravidez, não me dá muita mobilidade. Não consigo estar sentada muito tempo, muito menos de pé. Estou mesmo bem é deitada. Por isso hoje resolvo as coisas à distância e sem grandes stresses, que esses têm que ficar fora de casa.
Estou a tentar falar com o médico, pois tenho algumas dúvidas e preciso de conselhos de um profissional. Não sei se tenho alguma precaução especial a tomar por ter o endométrio fino, ou se esse "problema" agora não se coloca.
Tenho tido muita fome, fico mal disposta com tudo o que como, pouco sono, e calor. As calças magoam-me e agora tenho que escolher muito bem a roupa que visto, que por agora ainda é o pijama.

domingo, 25 de setembro de 2011

Estou GRÁVIDA!!! - A previsão

O mais engraçado e até curioso é que eu avisei-vos que ia fazer um filho neste post. E o mais provável é que tenha mesmo sido nesse dia... Foi feito com toda a confiança e vontade, só vos digo...

Estou GRÁVIDA!!!

Depois de 10 longos meses e ciclos, de muitas desilusões e lágrimas, de muitas esperanças e sonhos, chegou o nosso dia. Tivemos ontem os nossos positivos. Como viram no post anterior fiz dois testes.
O primeiro, aquele da tirinha, tinha sido comprado no e-bay por meia duzia de tostões e aos molhos, há uns bons meses. Como os tinha em casa, ontem de manhã fi-lo logo, com a primeira urina. Não estava nada crente, mas como o malvado estava um dia atrasado, o que em mim não é normal, decidi fazer. Assim que começou a aparecer a risquinha comecei a dizer ao marido que estava a dar positivo. Ele nem acreditava. Ao fim dos 3 minutos já estava bem nítida. No entanto, o marido continuava a não acreditar. Pediu-me que fizesse outro "dos bons". Comprei um da Clearblue e fi-lo passado pouco tempo, sem vontade nenhuma de fazer xixi (desculpem lá as expressões). Só pensava que, com tão pouca concentração iria dar negativo e ficávamos todos ansiosos. Mas não. Apareceu logo escrito "grávida" e depois de "2-3 semanas", o que quer dizer que estou grávida de 4 a 5 semanas. Pelas contas que já fiz, a data prevista para o parto é dia 1 de Junho! Dia mundial da criança. Estou de 4 semanas e 4 dias (em princípio será mais ou menos assim) e muitos feliz.
Vou aproveitar todos os minutinhos desta gravidez e pensar sempre positivo. Este/s bebé/s (que todos dizem que são gémeos) são muito amados desde o primeiro momento. Estamos preparados para receber a maior dádiva duma vida.

IUPI!!!

sábado, 24 de setembro de 2011

Estou GRÁVIDA!!!

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Bom fim-de-semana!

Aqui estou eu, numa sexta-feira à tarde, sozinha no escritório e na fábrica. Iupi!

O que vale é que o fim de semana também está à porta para mim. Tenho saudades do meu marido, que temos estado pouco tempo juntos na última semana. Vou namorar o máximo possível nestes dois dias.

Que irritação!

Uma funcionária minha despediu-se, quando eu lhe ia renovar o contrato com melhores condições, o que já é muito estranho. Agora sei que anda a fazer concorrência, mesmo estando ainda a trabalhar para mim... Será que vai ganhar assim tanto para outro lado? Ou é uma má caracter com cara de santinha? Há gente que não vale mesmo nada. Cada vez tenho menos confiança nas pessoas e não ponho as mãos no fogo por ninguém, mesma que já conheça há uns meses e que tenha sido sempre exemplar, ou pelo menos era o que eu pensava.

É Sexta-feira!!!

E eu tenho tantos "pepinos" para resolver antes do fim de semana...

Ainda não decidi se vou às compras do meu presente de aniversário amanhã, porque estou à espera que o malvado apareça hoje. E nem me apetece ir cheia de dores e de barriga inchada, que os espelhos já nos deixam intimidadas quando estamos confiantes, quando não estamos deixam-nos com uma depressão valente. Nem quero ir sem saber se é só um atraso ou algo mais, no caso dele falhar (era bom...). O problema é que não sei quando poderei ir se não for amanhã...
Pela primeira vez na vida não estou entusiasmada por fazer anos. É estranho, mas não ando com disposição para nada. E só queria um "presente"... 

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Afinal não houve reunião, foi adiada para amanhã à mesma hora. É mesmo para entrar no fim de semana com a neura.
Pelo menos não tive que ir falar de assuntos importantes de olhos meio fechados e voz rouca...

Que medo!

Ontem assisti à entrevista de uma adolescente e da sua mãezinha que me deixou chocada. Então não é que a "menina" brinca com uma boneca (a Eva) e trata-a como se fosse um bebé de verdade? Pior, anda com um carrinho de bebés e leva-a à rua a passear, dá-lhe leitinho, banho, miminhos, e se alguém lhe pergunta a idade do bebé ela diz que tem 3 meses...
A miúda (com 14 anos) acha que é um comportamento normal e os paizinhos concordam. Preferem que ela seja a maluquinha da escola a fazer desportos radicais. Compram-lhe bonecas de 1000€! Que estupidez! A psicóloga convidada ainda tentou mostar-lhes que era uma "brincadeira" estranha, mas acho que fingiram que nem ouviram.

Para quem quiser ver aqui.

Interjeição!

Só agora reparei que hoje estou numa de interjeições, como confirmam os posts anteriores.
Acho que é porque me dói a garganta... A sério. Custa-me imenso a falar e passo a dor para o que escrevo. Poupo nas palavras para poupar a garganta! Ai!

Ei!

Ainda aqui estou, com vontade de fechar os olhos, que me ardem como o catano, mas a resistir. Acho que tenho que emborcar outro café para ver se não adormeço na reunião ou antes dela...

Ui!

Hoje cheguei ao trabalho e comecei logo a andar de um lado para o outro a correr. Já fiz uma lista das coisinhas que tenho para fazer com alguma urgência, uma folha cheia, diga-se de passagem. Já tomei um café para despertar, já marquei uma consulta no GO (só para dia 24 de Outubro, que o médico é muito ocupado) e agora vou fazer uns telefonemas. Entretanto estou aqui a arder de febre, mas não tenho outro remédio senão aguentar, que hoje tenho uma reunião às 18h (previsão optimista), muito importante e que poderá mudar o rumo das coisas.

Se levar muito tempo sem escrever é porque estou para aqui caída... Nunca queiram ser patrões, é um conselho de amiga.

A ouvir...

Maria Gadu! Comecei o dia sem net e pelo som da boa onda fiquei. Faz-me bem...

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Imagine

Ainda agora o dia começou e eu já chorei uns 3 litros de lágrimas. O dia promete... Não sei se é de estar adoentada, se é das hormonas, se é tudo junto. Que merda de dia!

Oferece-se...

...Cabeça a rebentar, nariz a pingar e impossibilidade de respirar. Preparem-se que vem aí o tempo húmido. Eu estou a avisar...

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Novidade!

Vou ser tia de mais um menino! Deverá chamar-se Duarte e está a portar-se muito bem...
Cheira-me a bolos! OMG! Quero sair daqui...

Aniversário

Como já estão fartinhos de saber (espero!), faço anos no dia 1. Como todos os anos, começo a pensar, com alguma antecedência, qual o presente que o marido me irá oferecer, isto porque escolho quase sempre, para não haver surpresas desagradáveis. Ele costuma oferecer-me uma surpresinha na mesma, nem que sejam flores (é tão querido o meu amor...).
Pensei em viagens, em passeios, em mil e uma coisas, mas voltei ao presente dos últimos aniversários, que me tem feito muito feliz. Pois bem, é tão simples e tão eficaz que vão todas pedir "isto" no próximo aniversário, vai uma aposta?

O marido "oferece-me" um plafond para gastar em compras, naquilo que eu quiser, sem pressões nem caras feias. Volto para casa cheia de sacos e saquinhos, com uma colecção de roupa nova, com a ideia de que terei peças para estrear até ao ano que vem pela mesma altura (sensação que passa depressa), cremes, maquilhagem, sapatos, tudo o que me apetecer, desde que não ultrapasse o budget. Eu fico toda feliz, lindinha, arrumadinha e ele não tem preocupações com presentes errados. É certo que o dinheiro é dos dois, mas os presentes vêm todos do mesmo sítio, por isso...

Genial, não?

Dia de mudanças

O marido começa hoje um novo trabalho, que muitas preocupações nos vai dar, mas que, esperamos, dê muitos frutos. Confio nele, sei o quanto se vai dedicar e eu estarei cá para o ajudar, sempre...

domingo, 18 de setembro de 2011

Casa dos Segredos

É impossível não adorar tanta chungaria e falta de tudo. É bom de tão mau...

Corte de cabelo - E agora?

Tenho um corte de cabelo todo giro, toda a gente o elogia (e a mim), mas tenho um novo problema... Como não tenho o cabelo lisinho fica todo estranho, impróprio para sair de casa, quando acordo. Lavo sempre o cabelo à noite, pois se lavar de manhã fico com uma espécie de peruca, mas durante a noite ganha os jeitos naturais. Agora tenho que o esticar todos os dias antes de sair. Sim, todos os dias, porque mexo-lhe mais com ele curto e fica sujo rapidamente. A beleza dá tanto trabalho...
Ando a pesquisar mais sobre alisamentos, permanentes e temporários, que seriam a melhor opção.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Deliciosos e feito por mim... Huuummmm


Vou ali arranjar o dente e já volto...

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Corte de cabelo - Antes e Depois

Antes





Depois








O que acham?

Eu adoro! Da última vez que cortei ficou um pouquinho mais comprido, mas agora tinha que ser. Estou leve e arranjadinha... 

Corte de cabelo

Daqui pouco vou cortar, finalmente, as grenhas. Prometo um antes e depois (já fotografei o antes) para verem o estado lastimável da minha peruca...

Gastos essenciais

Amanhã tenho consulta no dentista. Há uns dias parti um bocadinho de um molar a comer uma barrinha de cereais, dente que está desvitalizado e que me obriga a uma visita ao consultório da senhora dona dentista. Tenho que ir com urgência porque já sei que se não for já vou começar a adiar e só irei quando ele já estiver a meio e tiver que ir pôr uma coroa (vá de retro, que são caríssimas...). Hoje liguei de rompante, no impulso, e, felizmente, tenho vaga já amanhã.

Esta demora (de uns dias apenas) em ir ao dentista fez-me questionar algo que vejo diariamente nos outros e em mim. Gastamos dinheiro em tantas coisas, viagens, roupa, carros, utensílios para isto e para aquilo, revistas, etc e tal, e esquecemo-nos do que é essencial. Para mim é essencial ter uns dentes saudáveis, que até podem estar a precisar de uma prótese ortodôntica, que estão, mas que estão livres de cáries.

Vejo pessoas que se dão a grandes luxos e que têm bocas de meter medo a crianças. Pessoas que não têm dinheiro para ir para o ginásio, mas que têm um telemóvel novo, topo de gama, todos os meses. Pessoas que vivem no limear da pobreza, que têm os filhos a passar fome e todos rasgados, mas que fumam três maços de tabaco por dia.

Já ninguém pensa no que é prioritário? É que uma foto nas caraíbas com um sorriso podre não calha...

Surpresas

O marido anda a planear uma surpresa/presente para o meu aniversário. Não faço ideia do que seja mas estou ansiosa. Adoro ser surpreendida e receber presentes. Acho que é o principal motivo pelo qual gosto de fazer anos... Tomara já dia 1!

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

O drama das Quartas-feiras

Não sei porquê, mas a quarta-feira é e sempre foi o dia da semana que eu mais detesto. Ou melhor, sei, ainda falta muito para o fim-de-semana e já passou muito tempo da semana e já estou cansada. Costuma ser um dia difícil, um dia em que são tomadas decisões semanais, o dia em que faço contactos e recebo-os, um dia cheio.
Acho que nunca vou gostar das quartas-feiras, mas não as posso apagar da semana. Resta-me aguentá-las e "rezar" para que tenha um dia traquilo.

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Wish list para a nova Estação




Zara





Blanco


É importante não esquecer que estou quase a fazer anos.

Leste marido?

Meo/Zon

Não vou discutir quem tem melhor serviço, até porque nunca tive Zon. O que discuto, ou melhor, afirmo, é que têm um serviço de atendimento ridículo. Ora, passo a explicar:

Tenho Meo satélite, com televisão, telefone e internet (preciso do telefone para ter internet). Não, não tenho cobertura por cabo, coitadinha de mim... O problema é que tenho uma box sem gravação, porque o marido escolheu essa quando o instalámos e ficou até agora. Como perco muitos programas que gosto por não passar 24h por dia em frente à tv, decidi que queria pôr a box com gravação. Os meus amiguinhos do Meo querem cobrar-me 40€ só desta alteração. E eu não pago. E querem que pague mais 25€ só para juntar os serviços todos num pacote que, ainda por cima, é caro. Eu não pago. Depois de duas semanas de telefonemas quase diários para os senhores, disse-lhes que estava a pensar mudar de operadora. Então liguei para a Zon. Zon que só tem internet móvel, logo, utiliza uma antena tipo telemóvel para ter internet. Ora, se eu pago telefone só para ter uma internet como deve ser, não vou pôr uma internet de merda que não é muito barata. Isto porque não apanho muita rede, nem para o telemóvel, em casa. Ao que a senhora me respondeu: "Se quiser o serviço para outra morada já tem rede e pode ter cabo...". Ao que eu respondi "Pois, mas é aqui que eu moro...!"
Por agora fico como estou, a pagar um balurdio, mas poupando o máximo, sem mudanças. Pode ser que o século XXI chegue a minha casa em breve e aí é que vai ser a loucura. Até SportTV eu ponho para o marido ver a bola o dia todo. Não, isso já é demais. Dava logo divórcio... 

A dor da espera

Como já vos tinha dito, a minha irmã mais velha está grávida, depois de mais de um ano e meio a tentar. Estou muio feliz por ela, claro. O problema é que cada vez me custa mais ver grávidas... Cada vez que sei que mais alguém está grávida desato num pranto. Já não consigo desligar, afinal de contas já ando nesta luta há 10 meses.
Sou nova (quase com 26 anos) e isso dá-me tranquilidade, pois sei que terei muito tempo para conseguir engravidar e que, se as coisas correrem menos bem (bate na madeira) vou bem a tempo de tratamentos e afins. Tenho a certeza de que um dia serei mãe. A maior dor não é essa. O que me dói é sentir que estou emocionalmente preparada para ser mãe e tenho que guardar os meus sentimentos porque ainda não chegou a hora. Sinto que tenho a felicidade de estar grávida prontinha a sair, mas que todos os meses a tenho que engolir porque ainda não estou. Às vezes tenho vontade de fingir que estou só para deixar sair um bocadinho. Todos estes sentimento estão a sufocar-me. Quando vejo uma grávida choro, não por ficar triste, mas por ver como aquela mulher tem liberdade para exprimir toda aquela alegria e amor que eu tenho guardados. Era mais fácil para mim se não estivesse tão preparada. Era mais fácil se não tivesse o peito tão cheio de amor para dar.
O meu marido tem andado, até há pouco tempo, muito mais tranquilo que eu. Mas desde a última menstruação que está mais "ligado". Ele já sabe que as lágrimas me vão rebentar pelos olhos quando nos cruzamos com alguma grávida ou sabemos que alguém está à espera de bebé. Agora já começa a sentir um pouco do meu sofrimento. Este ciclo fartou-se de falar para a minha barriga a pedir que o nosso bebé viesse, que a mãe estava à espera dele e que o iríamos amar muito. Espero que tenha resultado...

Falhas e mais falhas...

Desde quinta-feira passada que estou à espera de um fornecedor. Era para ter vindo todos os dias desde então. Ainda não foi hoje. Será amanhã (diz ele). E eu tenho a produção parada, com encomendas para cumprir, mulheres quase paradas e não posso fazer mais nada a não ser esperar. Tenho que respirar fundo e aguardar. Afinal de contas, este é o fornecedor com quem mantenho uma relação mais agradável, que menos me pressiona com os pagamentos e que costuma estar sempre diponível. Mas começa a arriscar perder um bom cliente. Eu não quero, mas vamos ver se ele quer...

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Ai, o Amor moderno...

O dia estava muito mal até ver uma declaração de amor do marido no Facebook. Não sou fã de declarações públicas, embora não tenha nada contra, mas acho desnecessárias quando a relação é boa. Ele ainda gosta menos. Mas hoje foi o estender a mão que precisavamos.

Para o caso dele hoje ler isto: Amo-te muito marido e vamos ficar juntos para sempre. Prometo!

Segunda-feira

Comecei mal o dia e a semana. Discussão com o marido logo pela manhã, um clima de cortar à faca e um aperto no peito. Buuuu... Só quero dizer-lhe que o amo.

Because it's Monday...

Um dos presentes que recebi no aniversário passado por parte do meu marido foi uma placa alisadora. O meu cabelo tem uns jeitos estranhos, feios, que lhe conferem um ar desleixado (nem sempre a culpa é minha...) e foi o que eu lhe pedi. A placa permite-me deixar o cabelo esticadinho ou com ondas, brilhante e com ar arrumadinho. Sou muito fã deste objecto, embora não o utilize muito.
Tem regulador de temperatura, ionizador (que fecha as pontas e tira a electricidade do cabelo - que eu bem preciso) e traz uma bolsa que abre para pousar a placa quando está quente. É da Babyliss, custou uns 80 euros e foi comprada numa loja da especialidade. Preferi gastar mais por uma coisa boa e que não me estrague o cabelo, como muita que se vê por aí à venda.


Efeito onda e o resto está esticadinho. (nota: preciso mesmo de cortar o cabelo)

A placa.

domingo, 11 de setembro de 2011

Marisa Cruz

Que croma! A pior "apresentadora" de sempre. Acha que só porque está na TVI tem que falar aos gritos... Não tem cheio natural e também não vai lá com trabalho. Já não tem corpo para modelo e agora somos obrigados a levar com ela a fazer-se passar por apresentadora. Será que a crise da TVI é assim tão grave?


11 de Setembro

Lembro-me desse dia como de uma qualquer data importante na minha vida. Tinha 15 anos e estava ainda de férias escolares a gastar os últimos cartuxos. Levantei-me por volta da uma da tarde e fiquei parada em frente à televisão de boca aberta. Apenas um dos aviões tinha embatido na primeira torre. Na televisão discutiam-se hipoteses das causas do "acidente", discutia-se se seria mesmo um, até que o impensável aconteceu. Em directo vi o segundo avião a aproximar-se da outra torre, chocada, pensei que era a pior coisa que alguma vez veria. Enganei-me. Passados poucos minutos vi as imagens mais duras e terríveis alguma vez exibidas. Vi duas torres, cada uma de sua vez, a desmoronarem-se e a matarem milhares de pessoas. Vi a nuvem de pó a devastar as vidas daquele país. Vi o Pentágono em chamas. Senti um murro no estômago e tive a certeza de que acabara de assistir ao acontecimento que mudaria o mundo.
Passaram 10 anos.
Vi hoje uma criança a falar ao pai, bombeiro, que não chegou a comecer por muito pouco, pois só nasceu a 6 de Outubro.


sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Preciso mesmo...#3

Depois de um tratamento de estrela (home style) espero que o aspecto esteja melhor. Estou cansada de tanto cuidar de mim...

Preciso mesmo...#2

Vou fazer uma limpeza de pele caseira, que é como quem diz lavá-la às carradas, pôr tónico e muito creme (também no corpo), tomar um banho de espuma (ou só aguinha) e tentar ficar com melhor cara, que isto de ser chamada à atenção deixou-me mesmo preocupada.

Exercício não vai hoje que ando cheia de dores da ovulação e o cabeleireiro já foi marcado para a semana que vem.

Depilações e unhas andam sempre em dia, menos uma preocupação.

Resultado esperado:

Preciso mesmo...

...de me encher de brilho.

Não, não vou pôr purpurinas, nem tão pouco encher-me de óleo. A verdade é que tenho andado descuidada comigo. Falta de cremes nesta pele toda, falta de maquilhagem, falta de um corte de cabelo e falta de mais exercício físico. Estas faltas todas dão-me um ar de desleixo, aos pontos de o meu rico maridinho me chamar à atenção por achar que estou assim para o feinha... Fiquei desmoralizada mas concordo plenamente e já estava à espera que reparassem que ando mesmo uma bela merda! Tenho que pôr mãos à obra e voltar a ser a jovem mulher bem apresentada que era antes do Verão.

Sugestões para sensação imediata de melhorias?

Maldito nariz

Tenho uma central de metereologia incorporada. Ontem comecei a ter dores no nariz, provenientes da sinusite de que padeço. Isto "só" me acontece com baixas temperaturas e humidade, idealmente, juntas. Comentei logo que o estado do tempo iria piorar, mesmo estando, na altura, um calor do catano. Anunciaram subida da temperatura para hoje e eu já estava a ver que andava assim meio avariada. Hoje voltei a ter dores, menos, e pensei que as de ontem tinham sido causadas por qualquer outra coisa. Mas não. Parece que amanhã volta o "Outono" e a minha estação estava correcta. Pior, pior, é que cada vez está mais próxima a época da sinusite, em que tenho que tomar um anti-istamínico à noite se quiser levantar-me da cama de manhã (ainda que com mais sono que sem ele). As enxaquecas serão o prato do dia e o nariz inchado uma coisa normal. Deste ano não pode passar a compra de um nebulizador, muito necessário lá em casa (mas é tão caro...).

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Ui!

Quando as coisas parecem estar a correr às mil maravilhas fico tão nervosa... Acho que é por estar tão escaldada e já estar à espera do golpe seguinte. Esperemos que não.

Incompatibilidades

Tenho uma pessoa muito próxima por obrigação (leia-se família), mas que é tão distante de mim como alguém que vive no outro lado do mundo. Não tem a ver só com as diferentes personalidades, é mesmo incompatibilidade. Já desisti de tentar aproximações, agora limito-me a ser familiar e a sorrir por obrigação. Temos pena...

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Jersey Shore

A primeira vez que vi a famosa séria da MTV fiquei em choque, de queixo caído. Mas já sabem como é, "primeiro estranha-se, depois entranha-se". Não sou fã dos disparates que se fazem naquelas discotecas, dos enrolanços que vão naqueles quartos (vários ao mesmo tempo), mas não consigo deixar de me impressionar com tanta estupidez e descaramento. É, obviamente, esse o objectivo do programa e, no que toca a mim, conseguiram. Deve ser masoquismo ou qualquer feitiço que está inserido nas imagens...

Confesso que tenho uma preferência pela Snooki alaranjada. Coitadinha, é tão... nem sei.



Ui, tanta vontade!

Hoje tenho zero de vontade de trabalhar, de fazer seja o que for. Mas hoje vou fazer um filho!

Sr. Facebook, dá-nos licença para casarmos?

Parece que o Facebook é mais difícil de convencer que o padre. Não nos deixa "casar" nem no meu perfil, nem no dele. Seremos virtualmente incompatíveis?

Os sonhos que ficam na gaveta tempo demais

Sempre fui uma sonhadora a tempo inteiro. Daquelas que sonha com coisas muito improváveis, tipo o que faria com o Euromilhões, mas também com coisas que estão ao meu alcance. Concretizei alguns dos meus sonhos, poucos, muito menos do que queria. E o motivo? Mudanças de direcção. O que ontem queria fazer da minha vida não é, necessariamente, o que quero hoje. Ainda assim, nenhuma destas mudanças implica o desaparecimento do sonho, significa, apenas, que foi metido na gaveta, no fundinho, e que não verá a luz do dia tão cedo, ou nunca.
Tive os sonhas de todas as meninas, quis ser bailarina, cantora, cabeleireira, quis ser actriz na Broadway, escrever um livro, tocar piano e ser famosa por isso. Deixei que querer ser famosa há muito, não quero, de todo, aceitaria ser conhecida e até reconhecida, mas famosa, no way. Mas a maioria desses sonhos permanece na gaveta, outros foram mesmo deitados ao lixo. Hoje tenho 25 anos (pertinho dos 26) e pergunto "ficarão na gaveta para sempre?". Estou numa fase difícil da minha vida, em que tudo está pintado a preto e branco e a vontade de mudar é mais que muita. Mas qual a direcção que escolho sem que falhe nas minhas responsabilidades actuais? Como é óbvio não quero ir para a Broadway, nem sequer ser actriz (já tive os meus 15 minutos da "fama"), mas quero retomar a luta por outros. Talvez precise de mais um empurrãozinho, talvez esteja demasiado acomodada e conformada com as dificuldades. Aos poucos estou a tirá-los da gaveta, a "estudar" a forma dos concretizar, mais madura e "calejada", mais descrente, muito mais realista.

I wear...




Calças Zara
Sapatos Chineses
Blusa Promod
Pulseira Vintage

terça-feira, 6 de setembro de 2011

As maravilhas do Facebook #2

Agora é que o meu marido já não larga mesmo o Facebook. Começou a encontrar velhos amigos, amigos de uma outra vida que já passou e que estavam apenas na memória e no coração. Agora estão online. E podem reviver e partilhar a nova vida de cada um. É bonito de ver.

Quem é que gosta da nova interface do Blogger?

Eu não. Diz que é mais simples. Hã hã... Ando perdidinha da silva. Prefiro manter-me nesta velhinha e bonitinha. 

Afinal parece que não...

A minha irmã do meio jez um teste e deu negativo e o malvado já ameaça. Claro que fico triste por ela, sinceramente, mas sinto-me um bocadinho menos mal comigo (egocentrismo total), por não ser a única nesta luta. Cada positivo começa a ser uma facada. Não queria que assim fosse, mas é o que sinto. Espero ser tia muitas vezes, mas também quero muito ser mãe.

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Missão Impossível - Viajar em very low cost #3

Afinal a viagem está de pé, em data a definir, mas para as próximas semanas. Porque eu mereço...

Sugestões? Nada? Vá lá... 

Aí vem mais um...

Parece que a minha mana do meio, a mãe do meu afilhado, está grávida. Digo parece porque ainda não fez nenhum teste, mas eu tenho a certeza. Tem um dia de atraso e hoje acordou de madrugada para vomitar, sem razão aparente, coisa que só acontecia quando estava grávida e com bastante frequência. Pois parece que as minhas manas vão estar grávidas juntas, como tinhamos planeado, mas sem a minha companhia, porque não acredito que eu consiga tão cedo. Só consigo chorar e sinto-me mesquinha e egocêntrica por ficar assim com uma notícia tão boa. A sensação que tenho é que alguém me pôs o pé em cima, a magoar-me, e que vai esborrachando de vez em quando para que doa mais. Vou ser tia de dois, pelo menos (acredito no positivo da minha mana), e estou de rastos. Assim que tiver a confirmação sei que vou chorar, num misto de sentimentos, mas tenho que ultrapassar isto e curtir as barrigas das manas. Não vai ser fácil, estou demasiado "invejosa", mas vai ter que ser. Se não vêm de mim, que venham delas...

domingo, 4 de setembro de 2011

Because it's Sunday, I wear...





Vestido Mango 2010
Ténis Primark 2011
Relógio Swatch

sábado, 3 de setembro de 2011

A minha alegre casinha

Vivo numa casa alugada. Faz, no dia 16, três anos que vim morar com o meu marido. Tinha acabado de tirar o curso e estava, apenas, à espera de arranjar emprego para sair da casa dos pais. Estava farta de depender dos meus pais, cada vez me identificava menos com o dia-a-dia deles, com a sua forma de atravessar e resolver os problemas, com a própria casa. Precisava de mudar de vida rapidamente. Arranjei trabalho com facilidade, cheguei mesmo a recusar alguns, e ia ganhar um bom dinheirinho. O marido já trabalhava e o passo seguinte foi encontrar uma casinha para vivermos. Procurámos na nossa zona, em várias terras, casas baratas para alugar. O nosso objectivo era comprar casa em pouco tempo. Encontrámos apenas uma pronta a entrar, vazia e muito, muito barata. Era nova, com apenas um quarto e com áreas muito boas. Era perfeita e nós (ele) tinhamos dinheiro para comprar mobília e tudo e tudo. Comprámos uma mobília de quarto boa e cara, um sofá muito confortável, electrodomésticos essenciais o mais baratos possível (máquina de lavar roupa, frigorifico, fogão), um LCD grande e caro (foi a extravagância) e restante mobília, louça, utensílios, textéis e tudo o que fazia falta no IKEA, o mais barato possível e com uma lista bem definida. Gastámos bastante dinheiro, mas tinhamos a nossa casa, decorada à nossa vontade e com as nossas coisas.

Durante estes três anos muitas foram as vezes em que pensámos comprar casa, outras tantas tentativas de o fazer, com direito a muitas visitas a bancos, planos de decoração e arrumação, planos para uma vida nova, na nossa casa. Nunca se concretizou e ainda bem. Hoje vejo como é bom não ter casa própria, seria apenas por ser o esperado e o visto como normal. Continuamos a ser apenas os dois, com as mesmas necessidades que tinhamos há três anos atrás. Fomos comprando aquilo que nos apeteceu, melhorando pequenas coisas e sabemos que pagamos a renda sem qualquer problema e sem o peso de um crédito bancário. É verdade que a casa nunca será nossa, nem eu queria, pois não é o meu sonho de casa, mas nunca pagaria tão pouco, nem nunca estaria tão descansada. Continuamos a querer comprar casa, ou talvez construir uma a nosso inteiro gosto, mas não temos pressa. Qual é o interesse de comprar uma casa que vale pouco e pagar muito? Muitos juros, muito spread, muito tempo... Vamos esperar que as coisas se tornem mais fáceis ou que as nossas necessidades mudem. Até lá, este é o nosso cantinho, o nosso lar.

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

As maravilhas do Facebook

O meu marido "descobriu" ontem o Facebook, que é como quem diz, criou (finalmente) um perfil no magnífico mundo virtual. Já tem um monte de amigos e parece que tem mel. O mais engraçado é vê-lo viciado. É de notar que ele é anti-computadores, por não ter a mínima paciência para estar à frente de um e só gosta de ver notícias de desporto e golos dos jogos mais importantes (ainda que os tenha visto em directo). Agora só quer ver se já tem mais algum amigo ou comentário, fala no chat com toda a gente e até já diz que tem que pôr óculos, tal é a motivação e a certeza de que vai ficar cegueta deste novo passatempo. Eu estou a adorar e até já o incentivei a criar um blog sobre aquilo que ele mais gosta, desporto, uma vez que é daquelas pessoas que não gosta de discutir o assunto com ninguém porque há sempre opiniões contrárias e ninguém chega a lado nenhum, tornando as conversas descabidas e irritantes.

Bom, deixem-me lá acabar com isto que ele quer ir ver as novidades... 

Compras (fotos)

Porque o prometido é devido, aqui estão as fotos de algumas das coisas que comprei ou me foram oferecidas, como vos contei aqui. Depois mostro o resto.


Sapatos dos Chineses (são tããão confortáveis...)

Ténis Primark

Sandálias Blanco (este ano já não as devo usar muito, ficam para o ano)

Blusa ex-sogra

Túnica ex-sogra

T-shirt Primark

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Resultado da primeira restauração

Aqui ficam as fotos do durante e depois da restauração da minha "nova" arca. Serve para guardar toalhas, lençois e mantinhas, tem um espaço razoável e fica um miminho na minha sala. Sim, foi promovida depois de acabada, pois era para ter ficado no corredor, disfarçadinha, mas ficou tão gira e é tão maneirinha que se tranformou num objecto decorativo (também).






Aqui está o cadeirão, a meio do processo e sem previsão de finalização. A primeira almofada já está quase acabada de estufar, as outras estão na mesma. Já foi envernizado mas não deve ficar desta cor. Estou a pensar pintá-lo de branco, como a arca, porque assim fica muito escuro. Quando estiver acabado mostro.