terça-feira, 13 de setembro de 2011

A dor da espera

Como já vos tinha dito, a minha irmã mais velha está grávida, depois de mais de um ano e meio a tentar. Estou muio feliz por ela, claro. O problema é que cada vez me custa mais ver grávidas... Cada vez que sei que mais alguém está grávida desato num pranto. Já não consigo desligar, afinal de contas já ando nesta luta há 10 meses.
Sou nova (quase com 26 anos) e isso dá-me tranquilidade, pois sei que terei muito tempo para conseguir engravidar e que, se as coisas correrem menos bem (bate na madeira) vou bem a tempo de tratamentos e afins. Tenho a certeza de que um dia serei mãe. A maior dor não é essa. O que me dói é sentir que estou emocionalmente preparada para ser mãe e tenho que guardar os meus sentimentos porque ainda não chegou a hora. Sinto que tenho a felicidade de estar grávida prontinha a sair, mas que todos os meses a tenho que engolir porque ainda não estou. Às vezes tenho vontade de fingir que estou só para deixar sair um bocadinho. Todos estes sentimento estão a sufocar-me. Quando vejo uma grávida choro, não por ficar triste, mas por ver como aquela mulher tem liberdade para exprimir toda aquela alegria e amor que eu tenho guardados. Era mais fácil para mim se não estivesse tão preparada. Era mais fácil se não tivesse o peito tão cheio de amor para dar.
O meu marido tem andado, até há pouco tempo, muito mais tranquilo que eu. Mas desde a última menstruação que está mais "ligado". Ele já sabe que as lágrimas me vão rebentar pelos olhos quando nos cruzamos com alguma grávida ou sabemos que alguém está à espera de bebé. Agora já começa a sentir um pouco do meu sofrimento. Este ciclo fartou-se de falar para a minha barriga a pedir que o nosso bebé viesse, que a mãe estava à espera dele e que o iríamos amar muito. Espero que tenha resultado...

4 comentários:

Vera disse...

Oh querida :( tens q pensar q vem tudo a seu tempo. Essa tua "pressão" que tens em ti mesma não é boa.
Mentaliza-te que tens que relaxar, vá e cabeça levantada.

*Happy* disse...

Obrigada querida. Mas cada vez é mais difícil. O desgaste já é muito...

Bjinhos*

Dreia disse...

Happy tens de desligar esse botão...até pode não fazer milagres, mas essa tua ansiedade é que não ajuda mesmo! assim quando menos esperares já estas de braços cheios!

Pipoquinha disse...

Não é fácil. Há bem pouco tempo estive desse lado e sei bem do que falas...
Por mais que digam para ter calma, não conseguimos porque o coração não deixa!
Desejo-te muita força e um dia, não tão longe quanto isso, também vais ver as duas risquinhas.