quarta-feira, 7 de maio de 2014

"Branca como a cal da parede"

Andei à procura de uma foto minha para entregar na creche do Afonso. Corri muitas e muitas fotos. Reparo que cada vez tenho menos fotos minhas e que a máquina está quase sempre na minha mão a disparar sobre o marido, filho, família, comida, paisagens...
 
Constatei que estava "branca como a cal da parede" há um ano atrás. E que agora estou igual. Quando não tinha filhos ia à praia a toda a hora, apesar de viver a cento e muitos quilómetros da praia mais próxima. Acampava várias vezes, ia e vinha no mesmo dia, chagava a dormir no carro. Tinha vontade de apanhar um banho de sol e de mar e ia.
Agora já não é assim. E a cor da minha pele, sempre branca mas muitas vezes bem bronzeada, é a prova disso mesmo. Cada vez estou mais branca...
 
Aqui estão fotos que me deixam com esperança de recuperar o meu corpo depois de mais um filho, pois aqui estava como antes de ser mãe e o Afonso já tinha um ano. com o tempo sei que vai lá.
 
"Branco mais branco não há"

Ai, que saudades da minha barriguinha...


O melhor do mundo. Tenho saudades.

2 comentários:

Magda E. disse...

cá por casa somos todos umas lulinhas... nem morar perto da praia me salva.

Ana disse...

Eu estou cada vez mais e o Afonso é da minha cor. Já o marido é bem moreno, para ainda se notar mais a nossa brancura...