sexta-feira, 3 de outubro de 2014

À espera

Os dias passam e nem parece verdade que estou tão pertinho de ter o meu segundo filho.
 
Estou ansiosa como não estive no final da primeira gravidez. Talvez seja por ser o segundo e já saber o que me espera. Talvez seja por não ter nada marcado e estar à espera que o meu menino queira nascer.
 
Estou cansada desta barriga (apesar de deixar saudades por ser, provavelmente, a última), estou cansada destes inchaços (os pés e as mãos estão irreconhecíveis), estou cansada de estar pesada, gorda, sem grande mobilidade. Estou cansada de respirar mal, dormir mal, ter dores variadas.
Estou cansada de esperar.
 
Irra, que a gravidez é tão longa... Estou grávida desde o princípio do ano e já estamos quase no fim.
 
Estou muito tempo em casa e vou tendo tudo preparado, mas estou farta de estar com tudo em ordem à espera que chegue a revolução cá a casa. Preciso de mais movimento, mais coisas para fazer. Preciso de conhecer o meu Manel, de o apresentar ao mano, de o cheirar e cheirar o Afonso, de o pôr ao colo do Afonso e de ficar com o coração a transbordar, de olhar para ele e depois para o marido e sorrir de felicidade e amor, de o ver ao colo do pai, de dar colo aos dois ao mesmo tempo e mostrar-lhes que este colo vai ter SEMPRE lugar para os dois. Os meu meninos.
 
Esta espera cansa tanto.

2 comentários:

M♥M Susana disse...

Já somos 2 à espera... até hoje nada de nada e comparando com a 1ª gravidez nesta nem contracções dolorosas tenho tido, na do 1º tive umas bem valentes semanas antes dele nascer... E tu ainda esperas também?
beijinho

Ana disse...

Ainda espero, Susana.
Tenho algumas contrações com dor, mas passam logo. Tenho tido é mais peso na barriga e dores nas virilhas que me impedem de andar, mas de resto tudo normal.
Bjinhos*